terça-feira, julho 26, 2005

Black Cats...

Na ultima viagem que fiz passei pela linda Noruega e em Oslo descobri uma vitamina chamada Museu internacional de Arte Infantil .
Estava sentada num café e vi naqueles livrinhos ridículos que nos explicam como conhecer a cidade em 1 dia , a imagem que vos envio e que despertou tanto a minha atenção que resolvi visitá-lo.
Apanhei um susto logo á entrada onde no jardim do Museu resolveram salpicar anões, duendes e cogumelos já comidos pelo sol ,parecidos com aqueles que encontro no jardim da minha avó, sem desmotivar e já que tinha trocado 3 vezes de transportes para ali chegar achei que era sensato e resolvi entrar. Uma vez lá dentro a história era outra , havia crianças por todo o lado ,como era de esperar e um músico a tocar para elas. Todo o interior estava forrado com desenhos, pinturas , esculturas e tapeçarias enviados por crianças de diferentes partes do Mundo .Um Museu muito interessante onde decorrem também diferentes workshops. Existe ainda uma sala para maiores de 12 anos dedicada á droga e uma outra onde se pode ver desenhos e esculturas incriveis sobre o terrorismo.
O Museu foi criado em 1986 por Rafael Goldin e Alla Goldin e aconselho
a visitar o site www.childrensart.com , as imagens não têm muita resolução mas dá para ter uma ideia do esforço de um grupo de pessoas em divulgar a Arte infantil .

4 Comments:

Blogger geraldo valerio said...

Lindos os gatos negros!
G

3:51 da tarde  
Blogger dora said...

Ora isto inaugura um bom tema: arte infantil? Artes plásticas, presumo,... que critérios e fronteiras? De que ponto de vista olhamos?

Os gatos são lindíssimos ( independentemente da idade ).

Bem regressada Marta :)

7:52 da tarde  
Blogger Levina Valentim said...

Marta,
[isto é um bocadinho pessoal,
mas acho que cabe num comentário]
Estive lá em 1988, eram ainda uma jovem estudante de Belas Artes. Em Lisboa, o Chiado estava a arder e pelas notícias em norueguês não percebia bem se era ou não Lisboa inteira!!!!
À parte dessa calamidade nacional, o Museu impressionou-me imenso e quando cheguei a Lisboa tentei convencer toda a gente que era fundamental fazer um igual por cá — afinal somos tão periféricos quanto os noruegueses…
Mas as preocupações eram outras. Continuam a ser.
Prazer em rever.
Obrigada

Para A. - e estes gatos, hein!?

10:30 da tarde  
Blogger Levina Valentim said...

E a propósito do comentário da Dora.
Mozart já era um artista aos 6 anos de idade?
Em quantas culturas a idade considerada "adulta" está muito abaixo daquela que a sociedade ocidental aceita?
Há quanto tempo já não é possível entender o mundo segundo um ponto de vista linear e unívoco?
Parafraseando uma frase batida, há uns meses, Leonel Moura defendia o seu projecto de Robots Pintores dizendo: "se estão aqui [no CCB] são arte".

Como tu Dora, fico um bocadinho reticente com designações como "arte infantil" — quanto mais não seja porque sou alérgica a toda e qualquer possibilidade de exploração de crianças. Mas tenho utilizo um paradigma que me ajuda nestes momentos: o ponto de vista a utilizar é o de olhar mais baixo, ou melhor, baixar-me para ver. E evitar cair na tentação de extrapolar.

11:10 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home