quinta-feira, julho 21, 2005

Bruno Munari

Bruno Munari faz parte do meu imaginário, enquanto estudante de arte e design no início dos anos 80 no liceu de Viseu. A palavra design tinha entrado recentemente no vocabulário de alguns portugueses privilegiados. Das Coisas nascem Coisas, Artista e Design, Criatividade, Fantasia e Imaginação foram lidos e discutidos no café com o entusiasmo e empenho dos 16 anos. Mas nunca tinha posto os olhos em cima dos livros para a infância do Munari, senão recentemente quando a editora Corraini os reeditou. São fabulosos e continuam a ser passados 40 anos, muito experimentais e vanguardistas. Foi em conversa com o André Lemos sobre a blogosfera e concretamente sobre o escrever para o boneco, que surgiu a urgência de publicar um post sobre estes livros. Tenho vários, comprei-os em Itália e outros na Fnac do Chiado. São fundamentais para quem se interessa por ilustração.
MUNARI4
Guardiamoci negli occhi, um livro sobre caras de 1969, lindo!! pode dar muitas ideias a pais , educadores e animadores.
MUNARI
Nella Notte Buia,1956, considerado o livro de 'culto', joga com recortes e interacção entre as páginas, transparências para dar um toque de mistério à narrativa.
munari 2
Nella Nebia di Milano, bela sequência de abertura com os papéis transparentes. Utiliza como a anterior, a interacção entre as páginas para explorar conceitos ligados à percepção visual e à teoria de Gestald muito em voga nos anos 60.

5 Comments:

Anonymous Anónimo said...

obrigada pela deixa alice.
munari é fantastico. tem uma poética geométrica, e ainda assim, tão cerebralmente livre.

ana b

1:16 da tarde  
Blogger Manuela Bacelar said...

Boa Alice. Não tenho os livros mas conheco alguns.Vou ver na net.
MB

1:50 da tarde  
Blogger wiSHEs&HEros said...

Sinceramente não conhecia, mas pelo que já vi pareçe muito interessante.
Obrigado a todos, tenho aprendido bastante com este blog.

3:44 da tarde  
Blogger Azenhas said...

Também estava na ignorância... Ainda bem que vos descobri! Gostei.

11:43 da tarde  
Blogger Condessa às Avessas said...

Vou ver se encontro algum livro dele na Fnac no Porto. Gosto muito conceito das transparências e da interacção entre as páginas.

11:50 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home